segunda-feira, 20 de outubro de 2008

GLÓRIA E RUÍNA



Glória e Ruína

No filme “Tróia”, Aquiles era um guerreiro ágil, bem treinado, veloz e forte. Destreza, habilidade e disposição eram suas maiores virtudes contra seus inimigos. Para Aquiles, seu inimigo estava fora de si, contudo, seu maior oponente dormia com ele, pois estava dentro de si. Aquiles era um jovem ambicioso, seu sonho era a fama, e a coroa que ele almejava era a glória e o reconhecimento.
A mãe de Aquiles era vidente e vaticinou sua glória e ruína. Para ela, glória e desgraça andavam juntas. Quando Aquiles foi contar que havia recebido um convite para unir-se ao rei da Grécia para pelejar contra Tróia, sua mãe lhe falou sobre duas possibilidades: “se você se casar terá filhos e viverá uma vida tranqüila, mas se for para a guerra obterá fama e glória. Você será lembrado por toda a história, mas morrerá em combate”. Aquiles não quis a simplicidade da vida, constituir família ou viver sem ser reconhecido, pois seu coração estava dominado pelo desejo de glória e poder.
A história, tanto bíblica quanto secular, registra que muitos homens foram coroados de glória. Também salienta que, para alguns homens, ela foi um laço, uma armadilha, uma ruína. Isso porque, glória e ruína andam lado a lado. Elas caminham numa pista de mão dupla.
O que separa a glória da ruína é uma linha tênue. Não é nada fácil lidar com a glória, pois a mesma é sinônimo de poder e nem todos estão habilitados para conviver com ele. É conhecido o adágio que diz: “todo homem quer ser rei, todo rei quer ser deus...” A glória, para algumas pessoas, é o trampolim para a queda.
Não existe nada de errado com a glória, isso porque é Deus quem a concede aos seres humanos, pois é Ele quem faz um pastor de ovelhas tornar-se rei. Só Ele permite que homens e mulheres sejam exaltados.
O problema não é o sucesso, a fama, o poder ou a glória, o problema são os homens. Nós, seres humanos, não sabemos conviver com a glória, e quando isso acontece, então, a ruína é quase sempre inevitável.
Mas, existe um caminho para se evitar a ruína. Qual seria ele? Já que a glória vem de Deus, devolva-a para Ele. Devemos tributar nosso sucesso e glória a Deus. Precisamos imperativamente reconhecer que tudo vem Dele. “Riquezas e gloria vêm de ti [...] contigo está o engrandecer e a tudo dar força. [...] Porque tudo vem de ti, e das tuas mãos to damos” (1Cr 29. 12, 14). Esta era a convicção e o modo de agir do rei Davi, e deve ser a postura e atitude de todos os homens, especialmente do povo do pacto.
Se você já alcançou ou está prestes a alcançar o sucesso, o poder, o prestígio, a fama e consequentemente a glória, reconheça que tudo foi concedido por Deus. Não fique com a glória para você, devolva-a Ele. Soli Deo Glória

6 comentários:

welison disse...

Muito bom o texto Fábio, certamente vivemos ainda hoje a mesma síndrome do Éden - sermos como Deus - e nesta busca desenfreada passamos por cima uns dos outros. Gostaria de apenas fazer uma contribuição e você me permite, creio que causaria um maior impacto ao leitor. Você escreve:"“Riquezas e gloria vêm de ti [...] contigo está o engrandecer e a tudo dar força. [...] Porque tudo vem de ti, e das tuas mãos to damos” (1Cr 29. 12, 14). Esta era a convicção e o modo de agir do rei Davi," Creio que você poderia terminar esta frase com as seguintes palavras - Eta era a convicção e o modo de agir do Pastor de ovelhas que virou rei, Davi. Um grande abraço.

Fábio Henrique disse...

Pr. Welison, saudadede vc rapaz. Privilégio receber sua visita em nosso blog. Olhe, sua contribuição é bem vinda. Um abração.

Lic. Fábio Henrique

Cris e Fê disse...

Entender que tudo que somos, temos, conquistamos vêm do Senhor é um desafio para todos os homens.Somos toscos,depravados pelo Pecado. Graças a Deus por irmãos que nos apresentam essa verdade de forma tão clara e junto com ela o remédio: Humilhação diante do Criador de todas as coisas!

Fica na Graça , mano Fábio.

Anônimo disse...

Tudo é permitido por DEUS ,sendo assim ,só tenho que agradecer ,louvar teu santo nome por tudo.Obrigado pelo texto pastor FÁBIO ,muito bom, como os outros escritos por ti . Abraçõs.

Walderson Júnior disse...

A glória de um pode causar inveja em outro ou até mesmo em outros. Foi o que aconteceu com Jesus, sua glória foi motivo de inveja de seus irmãos e moradores de Nazaré. Faça como Jesus não busque glória! Viva para a glória de Deus.
Em Cristo, Aquele que deixou fariseus e escribas participarem de sua história, Júnior!

Mário Alexandre disse...

Homem é produto do homem. A GLÓRIA DE DEUS, é bem diferente, pois Deus está nos céus e tudo faz como lhe agrada. Os desejos dos homens são assim: um Universo dentro de outro Universo, e niguém entende. Vontade de Deus é que o mundo inteiro se apríxime-se dele através de Cristo. Então, assim haverá Glória, porque todos pecaram e carecem da Glória de Deus. E o que os homens querem é um momento de "Big Broder" celestial na terra nome do "deus dará" ou qualquer coisa assim. Mas, os crente em Jesus buscam mesmo é a Glória do Pai, e isso sim é Gloriar-se nele, e em tudo convém que Ele cresça e o mundo inteiro diminua. Glória só Para Ele. Mário Alexandre!