sexta-feira, 29 de agosto de 2014

EVANGELIZAÇÃO: UMA MISSÃO DA IGREJA


A igreja sabe que a proclamação do evangelho é sua missão. Porém, nunca é demais rememorar as palavras Daquele que tem convocado o seu povo para a sublime tarefa de evangelizar. Marcos, o evangelista, escreve em seu Evangelho, as palavras do Senhor de modo direto, enfático e objetivo. Ele registra que Jesus dirigiu-se aos seus discípulos da seguinte forma: “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura” (Mc 16. 15). O registro de Marcos, traz-nos três ensinos preciosos quanto à missão de evangelizar, a saber:

1) A missão da igreja tem uma dimensão ampla. Jesus disse: “Ide por todo o mundo” (Mc 16. 15). A primeira coisa que aprendemos aqui é que a missão da igreja, além de ter uma dimensão ampla, ela é também uma obra imperativa e urgente. O ide não é uma questão opcional, mas uma ordem. A igreja deve pregar não por opção, mas por obediência. A igreja foi chamada do mundo, para ser enviada de volta ao mundo, a fim de anunciar a boa nova do evangelho ao mundo. Ela não nasceu para ficar confinada dentro de um grande edifício. Ela precisa sair ao mundo. Sua missão é para fora. Seu labor deve ser concentrado para fora das paredes do templo. O seu campo de atuação não é a catedral, mas o mundo. Ela precisa proclamar o evangelho nos campos e nas cidades, nas grandes metrópoles e nos pequenos povoados, nas nações populosas e nas pequenas tribos. 
 
2) A missão da igreja tem um conteúdo exclusivo. Jesus disse: “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho” (Mc 16. 15). A igreja tem uma mensagem para ser pregada de modo ininterrupto, cujo conteúdo não pode ser adulterado. Ela não é enviada a pregar um evangelho dentre muitos, nem um outro evangelho, mas é enviada a proclamar o evangelho. Sua missão é anunciar a palavra da verdade, o evangelho da salvação. Diríamos que o evangelho é a boa notícia do céu para a terra. O evangelho é a mensagem gloriosa de Deus para ser comunicada aos homens. Deus tem uma maravilhosa notícia para os homens. Ele deseja que os homens saibam que o seu grande amor foi demonstrado por intermédio de seu Filho na cruz do calvário. Como igreja precisamos testemunhar “que Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras, e que foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras” (1Co 15. 3, 4). E depois afirmar: “Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo” (Rm 10. 9). Portanto, o evangelho é a boa nova de salvação, o qual deve ser anunciado “quer seja oportuno, quer não” (2Tm 4. 2).

3) A missão da igreja tem um alvo definido. Jesus disse: “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura” (Mc 16. 15). O evangelho é para ser levado ao mundo inteiro, para ser pregado a toda a criatura. Não importa a qual estrato social o indivíduo pertence, o cabedal intelectual que possui e a matriz racial que faz parte. A pregação do evangelho não é excludente, ela é para todos indistintamente. A igreja tem uma meta a ser alcançada, e, portanto, ela não pode mudar o seu foco. O seu alvo são as pessoas. A expressão “toda criatura” deve ser entendida como sendo: os ricos e os pobres, os brancos e os negros, os letrados e os iletrados, os homens e as mulheres, os adultos e as crianças. Todo ser humano independentemente da cor, da raça e do gênero. Ninguém deve ser esquecido. Toda criatura deve ser informada da boa nova do incomparável amor de Deus.

Quando a mão de Deus resgata a nossa vida da perdição, imediatamente recebemos o pleno perdão e o passaporte permanente da nossa cidadania celestial. A nossa viagem é certa e a nossa jornada é segura. Deus salvou-nos para morarmos no céu de glória. Todavia, enquanto não chegar o dia da partida, temos uma missão a realizar. Você foi salvo para morar com Deus, porém, enquanto a sua mudança não ocorra, você é deixado aqui na terra, para ser uma testemunha viva do grande amor de Deus. Você foi salvo para a glória celeste, mas também é verdade que foi salvo para ser um pregador do evangelho. Portanto, a missão de evangelizar é uma tarefa minha, é um dever seu e é uma responsabilidade nossa. Todo cristão tem a obrigação imperativa de anunciar o evangelho. Não negligencie a sua missão, pregue o evangelho em todo lugar, a qualquer hora e a toda a criatura.