quarta-feira, 7 de maio de 2014

CRISTO RESGATA O SER HUMANO DO POÇO


Você ainda se lembra, as imagens estão arquivadas de modo vívido em sua memória. O fato foi noticiado ao mundo inteiro. Em 5 de agosto de 2010, um desmoronamento na mina de San José, no deserto do Atacama, no Chile, deixou 33 mineiros presos em uma mina de aproximadamente 700 metros de profundidade. Depois de 17 dias de sondagens e avaliação da situação, as equipes de resgate conseguiram fazer o primeiro contato com o grupo. Com isso, os grupos de salvamento deram início a uma empreendedora operação. A princípio estimava-se que o resgate duraria aproximadamente quatro meses, porém, aos 13 de outubro de 2010, após longos e sombrios 69 dias de confinamento, todos os mineiros foram resgatados com vida, para alegria dos familiares, do povo chileno e do mundo. 
 
O fato que ficou conhecido pelo mundo todo traz um precioso ensino por analogia. Nesta mensagem destacamos quatro verdades que mostram alguma semelhança entre o ocorrido com os mineiros chilenos e a humanidade.

Primeiro, a Bíblia também fala de uma catástrofe que aconteceu com a humanidade. A diferença é que os mineiros estavam trabalhando, já Adão e Eva, desobedecendo a Deus. Houve um dia em que o homem se rebelou contra o seu Criador. O seu pecado o colocou num abismo profundo de trevas e sem saída. Com isso, o ser humano ficou impossibilitado de sair de seu poço existencial sozinho. De sorte que “não há distinção, pois todos pecaram e carecem da glória de Deus” (Rm 3. 22, 23). 
 
Segundo, mesmo com a barreira do pecado, Deus tomou a iniciativa de se comunicar com o homem perdido. A comunicação traz esperança. Assim que a equipe conseguiu fazer contato com os mineiros, a esperança ganhou força, porque viram a possibilidade de salvamento. Da mesma forma, a Palavra de Deus é a comunicação que produz expectativa, pois afirma: “Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3. 16). 
 
Terceiro, assim como os mineiros precisaram ser resgatados por outros, da mesma forma o ser humano precisa ser redimido por outra pessoa. O homem sozinho não tem condição de resolver a sua situação, pois não tem forças nem recurso próprio para fazê-lo. Para resgatar os mineiros foi içada uma cápsula, porém, Deus, para resgatar o homem, enviou o seu Filho, Jesus Cristo. O Senhor Jesus Cristo disse: “o Filho do Homem veio buscar e salvar o perdido” (Lc 19. 10). 
 
Quarto, quando Deus resgata um pecador, os anjos ficam alegres. Você sabe que Florencio Ávalos foi o primeiro trabalhador a ser resgatado. A família, o povo e o mundo foram tomados de efusiva alegria. A Bíblia destaca também que: “há júbilo diante dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende” (Lc 15. 10). Deus salva o pecador da perdição, dá-lhe alegria, mas também o céu fica feliz com a salvação do ser humano.

Querido leitor saiba que Deus pode tirá-lo também do poço. Talvez você esteja vivendo dias sombrios existencialmente falando. Sua vida tem sido marcada pela tristeza, pela falta de esperança, pelo medo e pela insegurança. Hoje, Jesus te chama: “Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei” (Mt 11. 28). Aceite o seu convite. Ouça a sua voz. Ele promete: “o que vem a mim, de modo nenhum o lançarei fora” (Jo 6. 37). Creia em Jesus agora mesmo, e então terá a garantia eterna: “quem crê em mim tem a vida eterna”, disse Jesus (Jo 6. 47).

Nenhum comentário: