terça-feira, 18 de março de 2014

A COMPAIXÃO DA GRAÇA

Texto Bíblico: “Vendo-a, o Senhor se compadeceu dela e lhe disse: não chores!” (Lc 7.13).

Jesus entrava na cidade de Naim seguido por uma multidão, enquanto uma mulher viúva saía acompanhada por outra multidão. Uma seguia os sinais da alegria e estava contente por causa dos milagres; a outra acompanhava um cortejo fúnebre, não tinha motivo para sorrir e pranteava a morte de um rapaz. A cena é paradoxal, pois a alegria se encontra com a tristeza. A viúva iria sepultar seu único filho. O luto a assolava. Seu rosto estava empapuçado de lágrimas e seus olhos vermelhos.

A dor da perda havia dilacerado a sua alma. Seu coração estava partido. No entanto, o Senhor Jesus vê a mãe enlutada seguida por vizinhos e familiares e demonstra compaixão. A multidão era grande, mas a graça distingue pessoa de pessoa. A graça encontra o indivíduo em sua crise, sua dor, sua tristeza e seu choro.

A graça vê, e mais do que isso, se compadece. Talvez você esteja enfrentando um momento difícil. Quem sabe já faz muito tempo que você não tem motivo para cantar. O Senhor que mudou a sorte daquela mulher também pode mudar a sua. Somente ele pode consolar o coração aflito.

Oração: Deus, tu és incomparavelmente amável, pois um dia, sem qualquer merecimento, a tua graça me alcançou, me perdoou e me transformou. Quero te agradecer muito. Em nome de Jesus. Amém.

Nenhum comentário: