sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Que convite estranho é esse? Não, obrigado, quer dizer, nem obrigado.






“II TM 4:3-4 Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.”

A cada dia que passa a teologia da prosperidade vira um mercadejar da Palavra sem precedentes na história. Sei que a época das indulgências era terrível, mas agora, é cada absurdo. Além de estarrecido fico perplexo com tamanha criatividade nas heresias. Conheçam o "Óleo do impossível", quem vai entregá-lo é o Magaiver da fé, que realiza tudo com uma borrifada de óleo, ele consegue tudo que nem precisa orar. Não sei se morro de rir ou se morro de chorar, acho que as duas coisas. Quando vi este anúncio, deste tal de óleo do impossível, lembrei-me do filme missão impossível, isso se deu não porque tudo que Ethan Hunto (Tom Cruise) faz é impossível de acontecer, mas porque tanto esse óleo do impossível, como o filme missão impossível, não passa de mentiras sem pé e sem cabeça. O impossível de acreditar é que existem muitas pessoas atrás dessa mentirada. Esse impossível sim, infelizmente acontece. Fico a perguntar, se esse óleo do Magaiver é tão poderoso assim que nem precisa orar, porque se for, porque então ele não leva aos diversos hospitais do nosso país e do mundo e resolve o problema da humanidade, pois assim nem doença, nem morte, virá sobre os seres humanos, pois o que dá a entender é que agora não precisa mais nem de fé, nem de oração. Mas eu sei porque ele não leva para os hospitais, é porque um produto valioso como esse deve ser vendido na igreja por um preço muitíssimo alto e no hospital nenhum médico esclarecido vai acreditar nessa baboseira nem dará nem um centavo por este produto, nem muito menos permitirá que um dos seus pacientes recebam esse óleo. A Foto do Magaiver (R. R. Soares) também é motivo de piada, pois o homem dono da Igreja é que deve ser destacado e não o Cristo, Senhor da Igreja. Gosto do tempo em que as igrejas não eram empresas nem tinham donos. As igrejas Neopentecostais precisam da imagem do seu fundador mestre para se promoverem, só gostaria de saber se quando eles morrerem, se eles vão deixar a igreja para a família como herança ou se seus seguidores irão usar o óleo do impossível para ressuscitá-los. Fica ai a segunda opção como uma sugestão minha, já que este óleo do impossível realiza tudo mesmo. Que Deus possa ter misericórdia de muitos que lá estão e tirar alguns cristãos dessa visão distorcida das Escrituras, assim como ele fez comigo.

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

UM JORNALISMO FALACIOSO

UM JORNALISMO FALACIOSO

Reportagem do jornal A GAZETA, Vitória, ES, deste domingo 08/02/2009 desinforma e torce a verdade.
O título mentiroso é: "99% dos brasileiros discriminam gays".Logo no início da reportagem na página 27, traz uma informação que assusta: "Só 1% dos brasileiros maiores de 16 anos não têm preconceito contra homossexuais."
E prossegue: "Entre 26% e 29% assumem não gostar de gays, lésbicas, travestis ou transexuais. Os demais até disfarçam, mas 99% caíram na malha fina de pesquisa nacional feita pelas fundações Perseu Abramo, ligada ao PT, e Rosa Luxemburg."
Aqui se descobre o sobrenome dos pesquisadores mentirosos: eles são ligados ao PT. E, não por acaso, essa pesquisa será usada pelo governo do PT para justificar a implantação de programas do PT que visam enfiar goela abaixo da sociedade brasileira o "gosto" pelo homossexualismo.É o que vai logo adiante na reportagem: "O governo federal usará o levantamento para planejar novas políticas e alerta que já detectou um desdobramento sombrio de tanto preconceito: a intolerância."
Você, a esta altura, deve estar espantado com tanto preconceito e intolerância por parte de nossa população e, diante da criação de um programa federal para enfrentar o problema, imaginando que no Brasil grupos de pessoas se reúnem para caçar homossexuais nas ruas das grandes cidades. Calma!!!
Se continuar a ler a reportagem você vai ver que tipo de respostas altamente discriminatórias e preconceituosas a população entrevistada deu às perguntas que foram feitas:
"As expressões de preconceito foram detectadas na escolha, em diferentes graus de concordância, de frases como: "Deus criou o homem e a mulher com sexos diferentes para que cumpram seu papel e tenham filhos" (92% concordaram), ou "A homossexualidade é um pecado contra as leis de Deus" (66% de concordância) e ainda "A homossexualidade é uma doença que precisa ser tratada" (40% admitiram pensar assim)."
Baseado nessas demonstrações de fé e opiniões dos brasileiros que, na cabeça dos governantes petistas certamente colocam em risco a vida dos que optam pelo homossexualismo, a reportagem informa que "a base do Governo no Congresso Nacional está se rearticulando em torno da aprovação do projeto de lei número 122 que transforma a discriminação a homossexuais em crime inafiançável, nos moldes da Lei do Racismo." Esse projeto de lei que está tramitando no Congresso, para quem não conhece, é conhecido também como a lei da "mordaça gay" pois pune com pena de até cinco anos de prisão a simples crítica ao modo de vida homossexual. Ou seja, você vive num país democrático onde pode criticar o governo, a imprensa, a igreja, a fé, Deus, até a própria democracia, mas criticar as práticas de sodomia será crime inafiançável!
Curiosamente essa mentira contradiz outra mentira, divulgada por sites do próprio governo como o do programa Brasil Sem Homofobia: a de que entre 10% e 14% da população seria composta de gays e etc. Agora pergunte-se: se 10% da nossa população é gay, como 99% do nosso povo discrimina e tem homofobia?
Na verdade, vivemos num país em que as paradas gays contam com cada vez mais adesões populares entusiasmadas, mais verbas do poder público e mais espaço na mídia. Onde a televisão exalta o jeito gay de ser. Onde o carnaval explora a fundo os prazeres do sexo sem fronteiras. Onde gays e lésbicas são aceitos com naturalidade em todas as rodas sociais. Onde a imprensa tem suas redações repletas de homossexuais, vide os cursos de comunicação social. Onde o Ministério da Saúde do senhor Temporão incluiu nos procedimentos cobertos pelo SUS a cirurgia de mudança de sexo, enquanto os corredores dos hospitais públicos estão cheios de gente mal assistida e não poucos morrem às portas sem assistência; enquanto doenças primárias como a dengue continuam a matar milhares.
Vale lembrar que, numa democracia representativa, o governo é exercido pelo povo por meio de seus representantes. Ainda que a pesquisa fosse séria e verdadeira, o que não é, o papel que se esperaria de um governo sério seria a de implementar programas que estivessem em consonância com a vontade popular, e não contra ela....
A propósito do termo homofobia o seu significado é: Homofobia = aversão e medo mórbido, irracional, desproporcional, persistente e repugnante da homossexualidade.
Pergunte-se agora: à luz dessa pesquisa fraudulenta é possível dizer que existe homofobia no Brasil?Ou existe um programa bem elaborado, repleto de recursos públicos e com o apoio da imprensa que visa implantar uma agenda gay no país?
Ao jornal A GAZETA, meus pêsames por ser tão raso e irresponsável ao alardear uma mentira dessas.2 Timóteo4 - 3 Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos;

Postado por Anderson Gonzaga